Alana Soares - Caderno Cultural
Rapadura Culturarte completa 20 anos de atividade; conheça a história por trás da música
O professor Jorge Carvalho conta os bastidores da fundação de um dos mais antigos programas culturais do Cariri
date_range12/07/2019 às 09:50

Na foto, professor Jorge. Registro de Wilson Bernardo/Blog do Crato.

Domingo, 10 de julho de 1999, peguei alguns CDs de artistas caririenses e me dirigi à Rádio Comunitária São Francisco FM, 104,1. Era o operador de áudio, Paulo Robério, por sinal, excelente profissional (hoje reside em São Paulo). Dessa maneira, casualmente, começa a história do Rapadura Culturarte.

Nesse primeiro momento, Rapadura Cultural. Imaginei: Balaio Cultural, Espaço Cultural... Imaginando que as cidades caririenses em sua maioria, surgiram, foram povoadas, cresceram economicamente, sob a influência dos engenhos de cana-de-açúcar. A palavra Rapadura caia bem para um programa de rádio na região de aspecto, de vertente cultural. O slogan: “O doce do Cariri nas ondas do rádio”.

No ano de 2002, procurei o então presidente da Fundação Cultural J. de Figueiredo Filho, Cid Peixoto, levando-o a ideia de transferirmos, de apresentar o Rapadura, em praça. No dia 25 de maio de 2002, acontecia o primeiro Rapadura Cultural na Praça Siqueira Campos, no horário das 10h da manhã.

A “ida” do programa de rádio, para o espaço público, apresentou como referência programa realizado pelo poeta repentista Chico Alves, na cidade de Iguatu, também aos sábados. Sanfoneiros, poetas, declamadores, repentistas...

Ali se apresentam naquela cidade do centro-sul cearense, no popular Abrigo Metálico, no centro da cidade. Ao presenciar, em vários momentos, o referido encontro poético/cultural, tive a ideia, o pensamento, de realizar em minha cidade acontecimento idêntico.

Já estivemos em Iguatu, Fortaleza, Juazeiro do Norte e Barbalha.

O projeto hoje abrange:

1 – “De Aderaldo a Patativa”, março, 14, Dia Nacional da Poesia.

2 – Medalha Chapeado Noventa.

3 – Medalha de Honra ao Mérito.

4 – Diploma de Honra ao Mérito e Gratidão 1 e 2.

5 – Malhação do Judas.

6 – Medalha Maria Caboré, 2012.

7 – “Viva o Cordel”, 2013.

8 – “Ao cair da tarde ao encanto de todos”, 2017.

Apresentamos na Rádio Educadora, no horário das 14 às 15h, no ano de 2013. Tendo o primeiro acontecido em 08/05/2013.

Temos como patrono Frei Tito e madrinha Marielle (08/05/2018).

 

 

PROGRAMAÇÃO DE ANIVERSÁRIO

Local: Praça Siqueira Campos

Data: 13/07/2019 – Hora: 9h

 

Leitura do Artigo:

- Rapadura Culturarte 20 anos – Autor: Jorge Carvalho

Apresentação CD Seresta Seresteiros Cratenses

(Vários) – Momento Celio Silva

Convite às Famílias

 

Lançamento, leitura e distribuição de cordéis (vários)

Inauguração de Som Volante (Organic Publicidade)

Perguntas – 70 perguntas sobre a história do Crato

Presença do Booktruck

 

Homenagens:

- Câmara Cearense do Livro

- Instituto do Ceará

- Lúcio Alcântara

- João Milton Cunha de Miranda – Presidente do INESP

- Esmeraldo – Locutor Organic Publicidade

- Luzimar – Locutor Organic Publicidade

- Nildo – Locutor Organic Publicidade

- Almeida – Locutor Organic Publicidade

- Sr. Romildo Carneiro Rolim – Presidente do Banco do Nordeste do Brasil

- Sr. Haroldo Correia de Oliveira Máximo – Presidente do TRE/CE

- Sr. Inácio de Alencar Cortez – Vice-Presidente do TRE/CE

- Roberto Soares Pessoa – 54 anos de exposição

- Pedro Duarte Guimarães – Presidente da Caixa Econômica Federal

- Jornal A Praça – Iguatu/CE

 

- Corte do Bolo comemorativo aos 20 anos

 

Sobre
Alana Maria Soares é Jornalista formada pela UFC. Tem reportagens publicadas no Brasil de Fato e O POVO Cariri. Foi repórter da Cariri Revista. É repórter freelancer para o Miséria e colabora com o Blog de Altaneira. Fez assessoria do Festival Expocrato (2018 e 2019), Festival Foto Kariri e Mostra Científica do Cariri. FREELANCER: alanasoaresjor@gmail.com